sexta-feira, 26 de março de 2010

Ahpólo!



Consigo ouvir os sons dos violoncelos que emitem os meus Astros, hoje enarmónicamente, sem dissonâncias ou tritonos para resolver, tudo de forma regular e natural se alinha, tenho a minha lua, o meu sol, Vénus, Júpiter, em extrema harmonia com a minha geminiedade lucidamente leonina!
O mundo conspira a favor de toda a minha música, pois aqui, agora, neste momento sou eu, a minha alma canta, a minha canção cintila pelas redondezas, invadindo os sonhos das crianças como se fosse uma pequeno acalanto de boa noite.
"Ai como essa coisa é tão bonita, ser cantora, ser artista tudo isso é muito bom, e chora tanto de prazer e de agonia.." pois toda essa agonia me sintetiza, me fortalece, fornecendo-me o necessário e suficiente prazer para dar à luz a minha arte, o meu saber mais puro, mais divino, mais singular, a minha voz, a minha vida!!
Hoje canto-me
canto-te
canto-o
canto-vos
canto-nos(ou nuas)
de forma massiva, digna de Indústria cultural, não para seduzir as massas, mas sim para cozinhar a minha própria massa, o meu eu em consciência com os meus sentimentos, os meus medo, as minhas angústias.
Agora grito para o mundo que sou música pelos olhos ouvidos boca e nariz...pelo suor das minhas axilas, pelo odor dos meus poros, pelas hormonas do meu útero, pelo sangue que me corre e correrá sempre, pois EU corro, danço, salto, pulo, faço amor ....e fazendo amor pela minha MÚSICA, EU FAÇO-O PELA MINHA PRÓPRIA VERDADE!

1 comentário:

  1. tão linda poeta e cantora

    estava com saudades daqui

    beijo mais que imenso.

    ResponderEliminar